Publicidade

terça-feira, 15 de maio de 2012

MENDIGO

Porque tens frio e os outros não
Isolas-te ao sol para aquecer.
Ages como uma lagartixa a correr
Perseguida pela solidão!

Porque desejas o que não tens
Estás insatisfeito e não convens.
Porque tens falta de humor
És desprezado e ganhas dor.

Porque magoas os inocentes
Tens atos de pânico frequentes.
Porque és diferente dos demais
E esqueces-te do caminho bom,
Derivas como os animais
À escuta de um outro som.

(Aqui estou eu à procura de inspiração
Na poesia alheia e a homenagear.)

18/2/2005

Publicado no site Recanto das Letras
www.recantodasletras.com.br/homenagens/4871844

sexta-feira, 11 de maio de 2012

CRÓNICA - DÊ PAZ E AMOR

O Mundo está cada vez mais faminto de valores, de amor, de paz, porque muitas pessoas estão afastadas de Deus, da religião e têm pouca ou nenhuma fé. Cada um só pensa em si e em se exibir, ganhar mais dinheiro, enquanto existem partes do mundo em guerra, sem amor, sem mantimentos, sem vestuário adequado, sem condições para estudar e para crescer saudavelmente.
Todos precisam tirar um pouco do seu tempo para ajudar os mais necessitados. Embora a crise paire, pela atmosfera de todos os continentes, nós tempos sempre algo que não precisamos e que podemos dar: uns brinquedos ou roupas usadas, um pequeno donativo, uma palavra de conforto, um sorriso ou um telefonema, como ato de amizade, preocupação, solidariedade ou lembrança para com os mais isolados, idosos, doentes ou distantes.
Diga aos outros o quão gosta deles, pois a vida é fugaz e deve ser vivida em paz e sem ressentimentos, com amor e alegria! Se não tentarmos viver da maneira mais correta não seremos totalmente felizes. Ao darmos felicidade a alguém, conseguimos que a nossa vida seja um pouco do Paraíso.