Publicidade

sexta-feira, 9 de julho de 2010

ESCREVER

Sentada, até me fartar,
Ouço o que me vem à cabeça
E espero guardar
O que de melhor apareça.

Se o destino assim quis
Eu vou escrever poemas,
Mas, se acaso, não tiver sucesso
Há-de haver muitas penas
A cair do meu regaço
Porque escrever é uma magia
E eu sinto um abraço
Mesmo estando vazia.

A caneta não consegue apanhar
Tudo o que vem à memória,
Mas hei-de encontrar
Algo para escrever uma história
Que eu conto sem contar
Na estante que é a vida
Cheia de livros para desvendar,
Cheia de cânticos e perdida
No orvalho que amanhece
Todos os dias sem chorar
E que sempre nos enaltece
Por não nos querer dar
A sua melhor chuva,
Pois tem pena da amiga
Que pula de uva em uva
À espera duma briga.

Hoje já está a findar
Não vai poder ser,
Mas no futuro vai dar
Para escrever sem me aborrecer.

Pois a escrever
Dá-se uma lição
Para se perceber
De onde vem a emoção.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

A CLONAGEM

A Clonagem
É uma "colagem"
De nós próprios
Num ser laboratorial
Fisicamente igual.

Hoje em dia
É muito falada.
Para uns pode trazer
Medo e agonia,
Causar confusão;
Mas para outros é boa estrada
E pode até ser
A única salvação.

Em que é que ficamos?
Andamos ou paramos?

ARANHA

Aranha
Não venha
Me incomodar,
O meu gato te arranha
Com ou sem manha
Preparado
E zangado,
Destinado
A te papar.

LIÇÃO

Não podemos criticar alguém negativamente,
Pois podemos fazer pior.

Cada coisa tem o seu lugar
Mesmo que não pareça.
Nada modifica o passado,
Apenas se pode semear
Um futuro melhor.

As respostas do além
Não as deves esperar,
Mas seguir em frente
Sempre com a cabeça direita.

Nunca foi algo anormal
A viagem no tempo,
Mas sem pudor tudo se revolve
Na mesma etapa, no mesmo som.

A imaginação implora
Muitas coisas a render
E depois o coração chora
Quando se vê a sofrer.

Tudo assim tem de ser
Para mastigar o horizonte,
Mas de repente muda
E segue a água pela fonte
Procurando novo ribeiro.

Acabamos sempre com a ponta afiada
Apontada para nós,
Podemos disfarçar,
Mas ficam sempre contra.

REFLEXÃO SOBRE AS PESSOAS

As pessoas nem sempre são aquilo que pensamos ou que julgamos delas.
A distância, às vezes, é boa.
Distantes sabemos menos uns dos outros e a confiança já é menor.
Custa a acreditar que nos erramos e que aquela pessoa com quem simpatizamos não existe ou desapareceu!
As coisas não devem ser bem assim; ainda acredito, ainda tenho esperança no mundo e nas pessoas.
Acredito que por detrás da face fria existe uma oculta doce e serena.
Cada um de nós percebe o outro pela maneira que o vê.
Só quem lida com o outro sabe, percebe e acredita nele.
Quem nunca conviveu, falou ou viu uma pessoa não a pode julgar apenas pelo que ouve falar dela.

Um nome não diz muito duma pessoa, é apenas uma palavra entre todas as pessoas com os mesmos nomes.
Cada pessoa, mesmo com o nome comum a muitas outras, é diferente e única, sendo temperada pela vida que levou até ao momento.

Quem estuda mais tem uma visão mais alargada das coisas e é capaz de perceber melhor o que cada pessoa faz e porque o faz, ao contrário de quem tem pouco estudo, logo pouco conhecimento intelectual, e pensa que as coisas só podem ser de uma determinada forma e que as pessoas agem quase sempre com segundas intenções. Bem, depende muito das pessoas e daquilo que já passaram...
Apesar de pensarmos que somos todos iguais não se deve julgar os outros em conformidade com aquilo que sabemos das pessoas e de nós próprios, cada um é diferente, mesmo que seja apenas um milímetro.

IR A UMA TOURADA

Ir a uma tourada
E não comer nada
Para alguns é sacrifício.

Um touro capear
Ou até puxar
É um duro, duro ofício.

Muita gente
Está presente
Numa tourada
E simplesmente
Lá não faz nada.

Vou-me sentar
Para ver o touro correr
No areal desta festa;
Vou observar
O que está a acontecer
Numa tarde como esta.

SOMOS TÃO DIFERENTES!

Somos tão diferentes!
Nosso relacionamento
Nunca daria certo
Porque nós somos
Como madeira e fogo,
Não posso aproximar-me de ti,
Pois tu nunca gostaste de mim,
Queimas-me de qualquer maneira.

Somos tão diferentes!
Impossível viver assim...
Este amor teve seu fim
Porque nós somos
Como madeira e fogo,
Não dá para ficar perto de ti,
Pois tua chama não gosta de mim
E torna-se muito traiçoeira.

2003

UM HOMEM

Um homem teve um sonho
E esse homem eras tu;
Não estás aqui e ouço
A tua voz porque brilha o sol.

Um homem que nasce
E pertence ao passado.

Os velhos trabalham:
- Eu fico bem aqui
Nas searas trabalhando,
No duro vergo-me
À espera da esperança
Me hipnotizar.- Disse um.

Um homem encontra-te
E esse homem é livre,
Mais livre que imaginas.
Olha para as pessoas
Do Céu e preenche a lua,
Encontra as flores
E traz para aqui.
Desafia-me.

Memórias que fecham
A porta na mesma hora
Que se abre
A verdadeira história.

Olha para o cristal
E deixa-te levar,
Sente que és igual
A quem te olhar.