Publicidade

sábado, 2 de abril de 2011

MESES PRIMAVERIS

Quando a estação
Dos pássaros e das flores
Nos enche o coração
Encontramos amores,
Nem sempre definitivos,
Mas que nos fazem crescer
E com dor perceber
Que não havia incentivos.

O sol brilha nessas tardes
E a chuva escasseia,
O operário muda de ares
E o agricultor semeia.
A vida se modifica
E tudo é mais brilhante,
Esta época é rica
Como um diamante.

Eu vejo borboletas
A esvoaçar por aí
E com as asas abertas
Elas vêm para aqui
Para me cumprimentar,
Não são pretas nem verdes,
Têm a bela cor do mar
E nas rosas matam a sede.

Sem comentários: