Publicidade

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

A CALMA DOS DIAS

Os dias nunca são iguais,
Embora pareçam, -
Por serem monótonos
E até rotineiros, -
Porque o tempo
Está sempre a mudar
E o mundo a girar.

Nada é igual ao que foi!
Porquê tentar adivinhar
Ou prever os acontecimentos?
Deixemos que a surpresa
Nos invada as vidas
E vivamos com mais calma
No interior para podermos sorrir.

Sem comentários: