Publicidade

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Soneto - DE TANTO ESPERAR PELO TEU AMOR

De tanto esperar pelo teu amor
Tenho receio de um dia vir a perder,
Este sentimento que me faz viver,
E mergulhar numa tão fina dor.

Estou infeliz, a esmorecer,
Já nem sei o que é frio ou calor...
De tanto esperar pelo teu amor
Meu coração não pára de sofrer.

Detesto quando não te vejo olhar.
Queria que estivéssemos aqui
Os dois, sem investir no verbo ir…

Mas temo nunca mais te encontrar.
Junto a ti não terei nenhum lugar.
Então, o que será de mim sem ti?

2003/2011

Sem comentários: