Publicidade

sexta-feira, 30 de abril de 2010

CRÓNICA - TOURADAS À CORDA

Quando chega o dia 1 de Maio começam as touradas à corda na Ilha Terceira, típicas desta região. Costuma haver nesse dia na freguesia das Fontinhas, no Concelho da Praia da Vitória.
Horas antes da tourada, depois das dez horas da manhã, há no mato, nas praças dos respectivos ganadeiros, corrida de touros ou vacas: são capeados por profissionais chamados de capinhas; costumam lá ir fanáticos das touradas ou turistas. Faz-se churrascos, come-se, bebe-se e ri-se com os amigos até chegar perto da hora dos touros actuarem em determinada localidade. É habitual haver uma excursão, em fila, do mato até ao lugar da tourada.
Começam às dezoito horas e trinta minutos nos primeiros meses, ao chegar ao mês de Agosto iniciam-se trinta minutos antes, em Setembro às dezassete horas e trinta minutos e em Outubro trinta minutos antes.
Para a tourada vão quatro touros puxados pela corda comandada por vários pastores, metade deles a meio da corda e os outros na ponta da corda. É um trabalho difícil que exige esforço e união.
O local onde o touro corre é chamado de arraial. Enquanto o touro vai para o outro lado do arraial passeiam na estrada os pregões – homens a vender gelados em malas que os conservam e outros com dois cestos, um com salgados e outro com doces.
Após a corrida de um touro os pastores trocam a corda deste para outro abrindo uma parte de cima da gaiola. Depois de correrem dois touros há um intervalo de cerca de meia hora em que os pastores vão petiscar qualquer coisa. Durante esse tempo, além dos pregões, podem-se ver, em algumas freguesias, a filarmónica a desfilar. Estas touradas demoram cerca de duas horas e meia.
Têm dias que vêm do mato touros puros, ou seja, touros novos que nunca correram numa tourada à corda. Costumam berrar ao correr, caem na estrada e cansam-se facilmente, tal como os mais velhos.
As touradas terminam a 15 de Outubro. É frequente ser na freguesia do Porto Judeu, no concelho de Angra do Heroísmo.
São divertidas estas festas da minha ilha, também gosto e sou fã, é um pedaço de tempo que se ocupa fora de casa ao ar livre entre pessoas.
A Ilha de São Miguel está a aderir a esta festa, foram para lá em 2008 touros da nossa ilha e também capinhas.

1 comentário:

Verânia Aguiar disse...

as touradas atraem muitos turistas aqui à ilha, mas ainda anseio pelo dia em que o touro se solte da corda e se vingue :) a festa seria maior.