Publicidade

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Crónica - CRIANÇAS & ADULTOS

Hoje em dia as crianças pensam de diversas formas em relação aos adultos. Parece que as crianças e os adultos não se dão assim tão bem como era de esperar, há uma grande oposição entre ambos.
Relativamente aos aspectos positivos baseiam-se principalmente na ajuda que os mais velhos lhes dão nos trabalhos da escola e para fazer determinadas tarefas, ensinando-os bastantes coisas, embora a maioria das crianças aprenda muito sozinha e com as outras, surpreendendo-os. Os adultos muitas vezes comportam-se como eles, brincando e isso faz com que os mais novos gostem mais deles por parecerem da sua idade.
Quanto aos aspectos negativos são imensos: algumas crianças acham os adultos mentirosos por não contarem determinadas coisas, algumas íntimas e por aprenderem na escola ou com colegas.
Também acham eles pouco divertidos, distantes e frios, obcecados com o trabalho, exigentes e manipuladores, brincam pouco, têm a mania das limpezas e da arrumação, são chatos e mandões, querem tudo à sua maneira, julgam-se sempre com a razão, refilam de tudo, falam muito alto e dão mais atenção aos amigos que aos filhos.
Quando os mais velhos tentam se impor, lá se vai a sintonia entre as duas partes e há um conflito entre gerações.
É difícil lidar com as crianças, têm os seus feitios muito especiais e às vezes os adultos perdem a paciência. São chatas, querem também mandar nos adultos e fazem birra, por vezes saem fora da lei e são mal-educadas, mas continuam sendo consideradas mais inocentes do que os adultos.
Gosto bastante de crianças e normalmente dou-me bem com elas, mas existem algumas complicadas, são mimadas, sem higiene e não querem obedecer a quem não é da família, às vezes nem aos pais ouvem. A começarem assim, no futuro serão mal vistas pelo público em geral. É difícil a educação hoje em dia.

1 comentário:

João Poeta disse...

Boa noite, Lénia!
Fiquei muito feliz por vê-la no meu blog. Será sempre um prazer poder interagir com você. Na medida do possível estarei lhe visitando e lendo os seus artigos.
Quanto ao tema em pauta devo dizer que criança precisa de atenção, carinho e muito respeito. Devemos ser sinceros para com elas, permitindo que cresçam em um clima de confiaça mútua. Entendo que precisamos despertar a criança que reside em nós para ter mais aproximação, não perdendo a oportunidade de brincar com elas, sempre que possível.
Eu adoro crianças, convivo com elas na escola
e temos uma convvência saudável.
"Deixai que venha a mim as criançinhas, pois delas é o reino do céu." (Jesus).
Um abraço.
João